Consiste em todo empreendimento autorizado pelo órgão ambiental competente, vinculado a Planos de Manejos reconhecidos, coordenados ou autorizados, com a finalidade de: criar, recriar, reproduzir e manter espécimes da fauna silvestre nativa em cativeiro para fins de realizar e subsidiar programas de conservação.

No caso de não haver programas de conservação para as espécies pretendidas, o criadouro científico de fauna silvestre para fins de conservação deverá apresentar, além do disposto na IN169/08 IBAMA, projetos de conservação para as espécies pretendidas pelo empreendimento.