A Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) é uma categoria de Unidade de Conservação (UC) cuja dominialidade é privada e pertence ao grupo das unidades de conservação de uso sustentável, conforme estabelecido na Lei Federal nº 9.985/2000, que criou o Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC).

A criação de uma RPPN é um ato voluntário do proprietário e não acarreta perda do direito de propriedade. O título de RPPN dado a uma área particular é de caráter perpétuo e deve ser reconhecido pelos órgãos ambientais, seja em esfera Federal, Estadual ou Municipal.

No Estado de São Paulo, atualmente, há 82 RPPN com importante papel para a conservação ambiental. Estas RPPN totalizam 21.097,91 hectares de áreas protegidas, ou o equivalente a 18.895 campos de futebol. Das 82 RPPN paulistas, 38 foram reconhecidas pelo Estado, somando 16.895,78 ha; 43 pelo Governo Federal, com 4.199,63 ha, e 01 pelo Município de São Paulo, com 2,50 ha. A propriedade destas áreas é em 67% de Pessoas Físicas e 33% de Pessoas Jurídicas. 

 
Esfera Número de RPPN Área (ha)
Estadual - Fundação Florestal
Pessoa Física 24 1.778,06
Pessoa Jurídica 14 15.123,72
Total 38 16.895,78
Federal - IBAMA/ICMBio
Pessoa Física
31 2.760,50
Pessoa Jurídica
12 1.439,13
Total43 4.199,63
Municipal - Secretaria do Verde e do Meio Ambiente da Prefeitura de São Paulo
Pessoa Jurídica
 01  2,50
 Total 01  2,50
 Total 82 21.097,91