As matas ciliares são fundamentais para o equilíbrio ecológico, oferecendo proteção para as águas e o solo, reduzindo o assoreamento de rios, lagos e represas e impedindo o aporte de poluentes para o meio aquático. Formam, além disso, corredores que contribuem para a conservação da biodiversidade; fornecem alimento e abrigo para a fauna; constituem barreiras naturais contra a disseminação de pragas e doenças da agricultura; e, durante seu crescimento, absorvem e fixam dióxido de carbono, um dos principais gases responsáveis pelas mudanças climáticas que afetam o planeta.  
 
 
 
O Projeto de Recuperação de Matas Ciliares (PRMC) foi uma iniciativa da Secretaria do Meio Ambiente de São Paulo (SMA), instituído pelo Decreto Estadual nº 49.723, de 25/06/2005. Iniciado em 2005, o projeto finalizou suas atividades em abril de 2011. O PRMC contou com recursos financeiros do Global Environment Facility (GEF), tendo como agência implementadora o Banco Mundial.
 
Seu objetivo principal foi a elaboração de instrumentos, metodologias e estratégias que assegurem a recuperação e a manutenção de matas ciliares a longo prazo.
 
 

  

Conheça os principais estudos do PRMC!

Novas publicações. Conheça! 

Projeto Desenvolvimento Rural Sustentável - Microbacias II