Clique para download Em pauta Ouça
O engenheiro agrônomo José Augusto Maiorano explica como o agricultor pode ter uma relação harmoniosa com os insetos, dispensando o uso de agrotóxicos.
Luiz Mauro Barbosa, pesquisador do Instituto de Botânica de São Paulo, comenta os aspectos que devem ser levados em conta para fazer a recuperação de uma área ciliar.
Luiz Mauro Barbosa segue explicando o processo sucesional de implantação de uma floresta - o modelo de recuperação que porpõe plantar as árvores que crescem mais rápido (as pioneiras) e que favorecem o crescimento das espécies que levam mais tempo para crescer (as não-pioneiras, ou climáticas).
Renato Lorza, coordenador da Rede de Sementes Florestais Rio/São Paulo fala sobre o crescimento da demanda por sementes florestais no Estado de SP e o objtivo da Rede no sentido de preparar o mercado para suprir essa demanda.
Renato Lorza segue falando sobre as fomras de participação de usuários, produtores, parceiros e colaboradores da Rede de Sementes RioSão Paulo. E o pesquisador do Instituto deBotânica de São Paulo, Luiz Mauro Barbosa, comenta como o mercado de sementes nativas, está aberto para esse tipo de produção.
Rosângela Bianchini, pesquisadora do Instituto de Botânica de São Paulo, explica o que são espécies exóticas invasoras e os problemas que causam para a biodiversidade.
Rosângela Bianchini segue falando sobre as gramíneas invasoras que vêm causando graves problemas no Estado de São Paulo, como a braquiária, o napiê e o colnião, e dá algumas dicas para controlar esse capim.
Ademir Reis, professor de botânica da Universidade Federal de Snata Catarina, explica o que é nucleação.
Ademir Reis segue falando sobre as técnicas de nucleação mas aplicadas e que têm gerado bons resultados.
Giselda Durigan, pesquisadora do Instituto Florestal de Assis, fala sobre as características do cerrado - um bioma importante sobre vários aspecto, entre eles, a manutenção de nascentes de grandes rios do continente sul-americano, como o Paraná, o Paraguai, o São Francisco, o Araguia, o Xingu e o Tocantins.
Giselda Durigan segue falando sobre a devastação do cerrado - um bioma ameaçado porque a legislação ainda permite que se desmatem as poucas áreas em que ele está situado.
Renata Mendonça, bióloga do Departamento Estadual de Proteção dos Recursos Naturais da Secretaria do Meio Ambiente de São Paulo, explica como o desmatamento pode ocasionar um número excessivo de capivaras, o que vem trazendo sérios problemas em algumas regiões do estado.
Renata Mendonça fala sobre os fatores que amaeçam a fauna e as espécies que mais correm perigo de extinção no estado de São Paulo.
Paulo Kageyama, especialaista em biodiversidade e professor da Escola de Agricultura Luiz de Queiroz, a Esalq de Piracicaba, fala sobre a delicada relação entre as plantas e seus polinizadores, como abelhas, morcegos e borboletas. Renata Mendonça, bióloga do Departamento Estadual de Proteção dos Recursos Naturais da Secretaria do Meio Ambiente de São Paulo, explica a diferença entre os morcegos que se alimentam de plantas e aqueles que se alimentam de sangue - os morcegos hematófogos, ou "vampiros".
Paulo Kageyama aborda a necessidade de se levar em conta as espécies nativas brasileiras na produção de biocombustíveis parapreservar a biodiversidade.
Roberto Resende, gerente do Projeto de Recuperação de Matas Ciliares, explica o que são SAFs - sistemas agroflorestis -  e as vantagens que essa prática pode trazer aps pequenos agricultores.
Roberto Resende fala sobre o resolução 44 da Scretaria do Meio Ambiente, que regulamenta a implantação de sistemas agroflprestais no estado de São Paulo.
Aurélio Padovezi, da organização nõa-governamental TNC - Tha Nature Conservancy, fala sobre pagamento por serviçosambientais - um mecanismo de reconhecimento e valorização do trabalho do produtor rural quando ele adota práticas conservacionistas em sua propriedade.
Nelson Barbosa, engenheiro agrônomo da CATI de Joanópolis, explica como um proprietário rural, pode tomar atitudes que ajudem a natureza a manter a quantidade e a qualidade da água. E Renato Armelin da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo, fala sobre os objetivos do Projeto Produtor de Água com base no mecanismo de pagamentos por serviços ambientais.
Fernanda Bandeira de Mello, gerente do projeto Mananciais da Secretaria Estadual do meio Ambiente, fala sobre a ocupação desordenada das áreas de mananciais: o fator que mais ameaça os reservatórios de água da região metropolitana de São Paulo - a Guarapiranga e a Billings.
Fernanda Bandeira de Mello fala sobre as vantagens de se conceber a bacia hidrográfica como ponto de partida para o planejamento de uma região.